Sedução

By Thaís Muniz - 09:17:00



Sedução

Tay Duque

Sedução, um livro quente com um toque de ousadia.
Narrado em primeira pessoa, conhecemos Laura uma acompanhante de luxo: linda, sexy, decidida e segura de si. Ela se sentia bem em ser desejada e sua auto estima ia lá no alto com os olhares que ela atraia para si.

Com seu trabalho, ela conseguiu uma vida boa e até se mimava. Porém, com tantos gastos o dinheiro não ia durar para sempre e ela, precisava de um novo cliente.

Eis que uma proposta irrecusável aparece e ela estava mais que pronta para ‘acompanhar’ seu cliente durante um mês.
Sua surpresa não era o cliente rico, mas sim o seu jeito de ser. Acostumada com o proporcionar o que o cliente precisa sem muito ser contrariada, Laura se viu irritada com Michael Lambard. O ricaço era grosso, muito mal educado e bem, ele fazia o que queria na hora que ele queria.

Ficamos intrigados com o tal motivo de todas as acompanhantes não durarem uma semana na companhia dele. E para nossa surpresa, Michael é intenso. Quer dizer, muito mais que intenso.
Com toda essa intensidade, sabemos que a relação deles é pura luxuria e desejo, mas também é perigosa. Michael tem gostos peculiares e inclusive era um baita dominador. Um homem sexy e ousado, que adorava misturar prazer e adrenalina, proporcionando a Laura sensações até então desconhecidas.

“Aquele olhar que transmitia um brilho intenso, me mostrava desejo, luxúria e pecado. Mais, ao mesmo tempo, era de uma paz singular, algo terno e sensível.”


Um romance erótico, sem mimimi e direto ao ponto. A autora não fica enrolando na história, o que eu achei ótimo, não fica clichê demais. Em relação ao restante do livro, irei deixá-los curiosos.
E para aqueles que adoram se aventurar em histórias eróticas, deixo aqui a minha dica: “Sedução”.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Informações sobre o livro:
Sedução
Tay Duque
Editorial Hope
224 páginas
Sinopse: Ele era grosso, mal educado, fazia tudo que lhe dava à telha e não fazia questão nenhuma de esconder. Suas atitudes eram objetivas, dono de si. 
Na cama um louco selvagem capaz de me submeter à uma aventura torturante, ao qual despertou dentro de mim algo que eu jamais havia experimentado antes. 
Cordas, parapeito e armas, formavam o cenário perfeito do prazer. 
Ele: Rico, poderoso, sexy, dominador. Um sádico experiente, que sabe fazer uma mulher chegar ao extremo só para atingir o tão desejado orgasmo. 
Eu: Autentica provocadora, sensual, dona de mim. Experimentei os diversos tipos de prazeres ao qual nunca soube que existisse. 
O que nós temos em comum? Desejo, luxuria e ânsia de liberdade. O que temos de diferente? Eu sei a que vim, já ele...conhecerá sentimentos ocultos.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários