Entrevista: Mag Alves


Olá leitores! Hoje trouxe a primeira entrevista feita com os autores parceiros da Editora Sonho de livro.
E vocês irão conhecer hoje um pouco mais sobre a autora Mag Alves!
Vamos lá?


  • Quando você descobriu que queria começar a escrever?
R. Comecei a escrever ainda na infância, desde que comecei a entender o significado das palavras que sou apaixonada pela leitura e escrita.

  • Quando você iniciou, você desistiu de escrever o seu primeiro livro? Se a resposta for não, quanto tempo demorou a escrevê-lo?
R. , Meu primeiro romance foi escrito quando eu estava no ensino médio, em um projeto da escola. Já faz alguns anos e não me lembro exatamente quanto tempo demorei pra concluir

  • Teve alguém, ou um fato, ou até mesmo um autor que te inspirou a escrever suas histórias?
R. Tem muitos autores que gosto, mas não tenho nenhum que influência diretamente nos meus escritos.

  • Qual foi o primeiro livro que escreveu? Em que ano que começou e quando o finalizou?
R.O primeiro livro que escrevi nunca foi publicado e acabou se perdendo com o tempo.

  • Você daqueles que sofre muito com os famosos “bloqueios”?
R. Não, em qualquer momento que eu sentar pra escrever vai sair alguma coisa.

  • O que faz para fugir deles?
R. Acredito que tentar entrar em sintonia com o personagem, eu sempre ouço músicas de acordo a personalidade do personagem e me ajuda bastante.

  • Qual o livro que você teve mais dificuldade para escrever? Por quê?
R. A cada livro novo a nossa criticidade em relação aos nossos escritos aumenta e com ela a vontade de se superar. A cada livro novo, uma dificuldade nova.

  • E de todos os seus livros, qual foi o que mais mexeu com você?
R. A minha duologia mexe bastante comigo por se tratar de uma personagem com um problema real.

  • Quais foram as palavras de um leitor que mais te emocionou falando do seu livro?
R. Recebo sempre palavras de leitores que me emocionam, resenhas que me emocionam, que me fazem chorar.

  • Todo final de livro, sempre fica aquela reflexão no coração do leitor. Qual é essa mensagem que você mais gosta de passar para os seus leitores no fim de cada livro?
R. A minha duologia se trata de uma história de recomeços, superação e redescoberta de amor próprio, mostra como a vida é efêmera e que devemos valorizar cada momento vivido.

  • Eu sempre digo que em cada livro escrito, sempre tem um pedacinho nele do autor. Mas pelo menos em um desses livros, tenha mais que um pedaço do autor. Qual livro seria? E o que te faz ficar tão ligado a ele?
R. Toda história minha, leva um pedaço de mim, e de alguma forma sempre levo a minha paixão pela música para a história, seja por citações ou nomes de personagens.

  • A literatura nacional tem muitas dificuldades e uma delas é o preconceito. O que você acha que mais dificulta os autores nacionais?  E o que você acha que deveria ser mudado para que essa dificuldade fosse amenizada?
R. Acredito que os autores se verem como concorrentes dificulta bastante, se apoiassem uns aos outros seria mais fácil mudar essa visão do leitor.

  • Com essas dificuldades citadas acima, você já pensou em desistir?
R. Já, várias vezes.

  • E quanto aos personagens? Algum deles se espelha a alguém da vida real? Tem algum que você ama de paixão? Outro que você odeia? Se sim, diga o porquê.
R. o Fábio é um daqueles personagens que dá vontade de tirar do livro, mas eu, amo muito a Mariana, ela espelha a realidade de muitas pessoas.

  • Cite uma passagem engraçada e uma que a fez chorar de um dos seus livros.
R. As partes engraçadas foram protagonizadas pela Camila. O relato da morte do Gustavo me fez chorar bastante.

  • Você tem algum novo projeto para que os seus leitores possam ficar ansiosamente esperando?
R. Estou escrevendo um romance sobrenatural, ainda sem data definida para o lançamento.

  • Como seus familiares encaram sua rotina de isolamento para escrever um livro?
R. Alguns deles não me apoiam, por esse motivo tenho que está sempre buscando um modo e tempo para escrever.

  • Deixe aqui sua mensagem para todos aqueles que admiram o seu trabalho e também uma mensagem para aqueles novos autores que ainda estão começando e pensam em desistir.

R. Só tenho a agradecer a todos que leram minha história, não existe autor sem leitor, e cada um deles é muito especial, as palavras de apoio é o combustível para eu continuar escrevendo, persistindo.

© BLOG CORAÇÃO DE LEITORA. Todos os direitos reservados.
Editado por: VICTÓRIA DANTAS.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo