POSTS RECENTES

O Lado Feio do Amor

O Lado Feio do Amor

Colleen Hoover


O lado feio do amor também roubou meu coração. Depois de conhecer “Talvez Um Dia” da autora e ter apaixonado pela a história, peguei “O Lado Feio do Amor” para ler e; não é que a autora me conquistou ainda mais?

Tate Collins está de mudança para São Francisco, onde irá ficar no apartamento do seu irmão Corbin, que é piloto de avião. Os planos dela, é de ficar apenas por um tempo, enquanto ela ajeita sua vida e arrume um lugar independente. Tate está se dedicando ao mestrado de enfermagem, então seu tempo é contado.
Chegando ao apartamento do seu irmão pela primeira vez, ela conhece Miles Archer. Miles também é piloto, amigo e vizinho de Corbin.


Este primeiro encontro foi bem estranho, já que Miles está na porta do apartamento de Corbin bêbado, mau dando conta de si.
No dia seguinte, eles resolvem se reapresentar começando com o “pé direito”, enquanto eles além de Corbin terminam a mudança de Tate.


Com a chegada do dia de ação de graças, Corbin convida Miles para que se junte a ele e Tate na casa de seus pais, em San Diego. Eles partem para essa viagem e a atração de Tate e Miles começa a surgir.
Miles é um cara que não deixa transparecer nada, seu olhar é intenso e mesmo assim não dá para entender o que se passa pela cabeça dele e isso deixa Tate confusa.


Eu não tenho ideia sobre o que se passa pela sua cabeça. Ele nunca sorri. Ele nunca da gargalhadas. Ele não flerta. Seu rosto parece como se ele mantivesse uma armadura entre suas expressões e o resto do mundo.


A partir daí as coisas se intensificam e obviamente que eles se entregam a essa atração incontrolável e irresistível. O envolvimento deles tem uma sintonia incrível e logo Miles dita suas regras: não perguntar sobre o passado e nem querer um futuro. E Tate aceita.


Mas com o passar do tempo é impossível não se sentir mais envolvida e apaixonada por ele. E por mais que Tate tente entendê-lo ou saber mais sobre ele, Miles demonstra seus bloqueios emocionais e não dá o espaço que Tate queria…


Embarcamos nessa história entre capítulos de Tate (no presente) e de Miles (a maioria no passado). Começamos finalmente a desvendar os mistérios que tem no coração de Miles e seus motivos para não querer amar ninguém.


Mais uma vez, fiquei ali devorando páginas por páginas torcendo por Tate e Miles; e tentando finalmente entender Miles, conhecer a sua história. E bem, essa autora sabe como nos envolver e nos deixar no chão. Por mais que pareça que Tate é a personagem principal, ou o foco dessa história envolvente; na verdade é Miles.


Miles não é aquele personagem que se demonstra pegador e entre outras coisas que a gente vê por aí. Miles é um cara que se fechou por seis anos para o mundo lá fora, para o seu coração e apenas sobrevive da maneira que pode.
E por mais que as vezes ele nos deixa confusa por não saber seus sentimentos atuais, é impossível não amar e as vezes sofrer com ele. O quanto mais conhecemos a sua história, mais envolvida com ele ficamos. É intenso. É de doer o coração. É de querer ter esperança, desejar superação. É literalmente transbordar de emoções com essa história. É conhecer o lado feio do amor.



“O amor nem sempre é bonito, Tate. Algumas vezes você gasta todo o seu tempo esperando que finalmente algo seja diferente. Algo melhor. Então, antes que você saiba você está de volta ao primeiro quadrado, e você perdeu seu coração em algum lugar do caminho.”


Não é só um livro com uma história de amor, é bem mais que isso. É ter uma história de amor e ficar completamente destruído com ela. É ver como tão feio pode ficar a sua vida, como tudo pode ser destruído, como tudo pode ser retirado da nossa vida tão fácil que nos deixa completamente no chão. Sem esperanças. Sem ânimo. Sem amor. Sem nada!
Completamente incapaz de querer viver ou achar que pode sentir tudo aquilo que é bom novamente.
E é aí que a parte do amor mais bonita aparece, com sua leveza, com sua paciência, com suas esperanças. Porque quem ama se doa, se entrega mesmo sabendo que não pode receber nada em troca. Talvez daí, surge forças para reviver. Se encontrar novamente, dar uma chance ao seu coração. E finalmente encontrar o lado bonito do amor.


“Ele me puxa para ele e me dá a única parte dele que ele nunca foi capaz de me dar até agora.
Seu coração.”


Não preciso dizer mais nada. A única coisa que tenho que acrescentar é que “Cap”, é um dos velhinhos mais fofos e sábios; e que eu adorei ele nesta história.
E mais uma vez Colleen, você roubou meu coração com essa história!


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Informações sobre o livro:
O Lado Feio do Amor
Editora Galera Record
336 páginas


Sinopse: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.
© BLOG CORAÇÃO DE LEITORA. Todos os direitos reservados.
Editado por: VICTÓRIA DANTAS.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo